5 fatores que importam no SEO 2019

seo-2019

SEO 2019 com 5 recomendações que realmente importam

Estas são as recomendações de SEO mais importantes para o ano de 2019:

  1. Dados estruturados
  2. Frescor da Página
  3. Linkagem Interna
  4. Tags de Títulos
  5. Backlinks

1. Dados Estruturados

Dados Estruturados são implementações no código que mostram aos buscadores, em especial ao Google, o que se refere a página.

Se ela é de produto, um artigo, um review, de eventos, ofertas de empregos, etc.

Temos uma ferramenta gratuita do Google que se chama Assistente de Marcação de Dados Estruturados, onde você insere a url de sua página e faz uma verificação se esta tudo ok ou se precisa adicionar estes dados na página.

Indico sempre pedir ajuda para um consultor SEO.

2. Frescor da Página

Nada como ter conteúdo novo sempre né?

E isso deve ser indicado ao Google para que ele entenda que seu site esta sempre em atualização.

O frescor de sua página é determinado por vários fatores, mas ter uma data em uma página é uma das maneiras mais fáceis de indicar ao Google o quão nova é sua página.

Isso se aplica a blogs e notícias, mas também é relevante para páginas de produtos relacionadas a datas, como sites de eventos.

Os rastreados dos buscadores sabem quando seu conteúdo é novo ou não. Fique esperto!

3. Linkagem Interna

Sim, linkagem interna importa e muito em 2019.

Já vi muito artigo dizendo como e com quantos links você deve adicionar nos seus artigos.

Mas não existe um regra de sucesso. O que existe é coerência e utilidade.

Coloque links que deem substância ao que esta dizendo, como sendo uma prova em formato de documento. Eu tento colocar links para páginas de relevância e que estejam bem posicionadas.

DICA: sempre coloque link em páginas que estão na primeira posição para páginas que estão na segunda tela da busca. Assim indicamos ao Google quais páginas queremos subir de posição.

Não exagere com muito links num artigo. Dê valor para seu link!

4. Tags de Títulos

Sim, mude frequentemente os textos dos títulos de suas páginas!

Teste novos formatos, adicionando:

  1. palavra-chave primária (no começo do título)
  2. ano (2019)
  3. marca do site (no fim do título)
  4. preço do produto (atrai mais interesse nas buscas)
  5. emojis (porque não?)

O que devemos fazer é sempre testar. Não devemos ficar parados achando que estando na segunda página iremos subir algum dia por mágica.

Faça a sua parte!

5. Backlinks

Sim, sem eles o site fica à deriva na internet!

Você precisa de referências, de preferência de sites do mesmo nicho, para que o Google entenda que seu site é importante para as pessoas.

E sempre dê preferência a sites de relevância. O que importa aqui é autoridade e qualidade do que quantidade.

Foi-se o tempo em que ficar fazendo links por bacia resolvia esta questão.

Agora precisamos focar:

  • na palavra-chave primária que quer posicionar (Long Tail é mais fácil)
  • em sites do mesmo nicho com autoridade
  • em conteúdo de qualidade da referência

6. SEO em 2019 (dica PLUS)

Eu tenho alguns planos de criação de backlinks que podem fazer seu site subir de posições no Google. De 5 a 15 posts em sites de nicho (menos adulto)!

Depois destas informações, o SEO 2019 ficou mais claro.

Guest Posts – O que é e como aumentar seus backlinks

Guest Post - O que é e como aumentar a qualidade de seus backlinks

Como conseguir GUEST POSTS?

Esta procurando um jeito simples de achar backlinks de qualidade e relevância para seu site?

Acho que tenho um jeito novo para você testar e usar no seu processo de marketing digital.

O que é Guest Posts

Os guest posts são os conhecidos artigos de convidados, ou seja: quando uma pessoa é convidada para escrever em um site ou blog em que não é o dono.

Se você é dono de um blog e convida um especialista no nicho que seu blog aborda para escrever, este artigo que será publicado é um guest post.

No nosso caso, queremos que nosso link apareça em sites de terceiros em conteúdos relevantes e assim todo mundo sai ganhando: quem publica e o leitor do site dele com mais conteúdo original e único.

Pesquise uma site de autoridade

Para ter um backlink de relevância você precisa achar um site de autoridade alta, tipo acima de 30.

Isso você pode conferir usando o site do MOZ e sua famosa extensão pro Google Chrome.

Depois de instalar no seu navegador, use a pesquisa do Google para achar sites que tenham um DA (domain authority) acima de 30.

Depois que pesquisou e achou alguns sites com esta característica, você precisa saber se eles tem assuntos do seu segmento e nicho. Tipo tecnologia ou marketing digital, por exemplo.

E depois?

Ache url’s quebrados!

Sim!

Usando a ferramenta do AHREFS, você vai descobrir url’s quebradas – que não estejam oline – e ai você pode entrar em contato e sugerir o SEU conteúdo para suprir aquela lacuna.

Claro que seu link estará dentro do novo artigo que vai dar de “graça”! 🙂

Como usar o AHREFS para achar backlinks

Fiz um vídeo pequeno de 1 minuto – sim, isso tudo – que vai mostrar todos os passos:

  1. Entre no ahrefs.com e digite o site que pretende ter um artigo;
  2. Clique em Páginas > O melhor por Links;
  3. Selecione em HTTP CODE o erro “404 not found”;
  4. Pronto! Agora entre em contato com o site e se disponha a criar um artigo completo sobre o assunto em troca de um backlink.

Agora é com você meu amigo e amiga!

Guest Posts fácil assim, nunca vi antes.

Semrush Grátis do Neil Patel: Ubersuggest é a ferramenta do momento!

ubersuggest neil patel

Semrush Grátis do Neil Patel: Ubersuggest é a ferramenta que veio para quebrar o mercado!

Conforme informamos em abril deste ano, saiu a versão “quase” final da ferramenta de análise de palavras-chave do Neil Patel, o Ubersuggest!

Quem é Neil Patel mesmo?

Ele declarou em seu blog, que o intuito é competir diretamente com as ferramentas mais usadas no mercado de marketing digital – com foco em SEO – como o Semrush, o Moz e o Ahrefs.

Ele espera ganhar mais tráfego orgânico investindo mais de 157 mil dólares nesta ferramenta que é gratuita!

Mas quem é Neil Patel?

Ubersuggest (o Semrush grátis) oferece:

  • visão geral da palavra-chave
  • ideias de palavra-chave
  • análise da SERP da palavra-chave

Pelo visto, mais features deverão chegar em breve como um Analisador e ideias de Conteúdo.

Abaixo o meu pequeno papo com o guru do marketing digital.

Ideias de palavra-chave

E para ajudar, temos uma tabela com o SEO DIFFICULTY. Veja.

Enfim, podemos usar uma ferramenta no lugar do Semrush, até certo ponto é claro; pois não se compara ao poder dele, mas quem pode imaginar o impacto que ele vai fazer na concorrência não é?

Curtiu o “Semrush Grátis”, então comente!

FATO! Google desestimula linkar todas as páginas na home do site

Logo do Google

Google desestimula linkar todas as páginas na home do site. Confira!

Google desestimula os websites a criarem links para todas as páginas da página inicial, dizendo que isso pode impedir que o Googlebot entenda claramente a arquitetura de um site. Palavras do John Mueller – Senior Webmaster Trends Analyst.

“Se tentarmos ligar a todas as páginas do nosso site a partir da página inicial (home), isso dilui o foco?”

Em resposta, Mueller disse que esta prática irá diluir o foco no sentido de que o Google não será capaz de entender a estrutura do site.

Isso é especialmente verdadeiro para websites gigantes em comparação com websites menores, que é considerado uma prática normal.

No caso de sites maiores, a vinculação a todas as páginas da página inicial dificultará o entendimento da estrutura semântica do Google.

Em outras palavras, pode não ser capaz de distinguir páginas de nível superior de páginas de nível inferior, e será mais difícil entender as categorias.

O Google afirmou anteriormente que é uma boa prática vincular as páginas mais importantes de um site a partir da página inicial para que elas tenham mais peso nos resultados de pesquisa.

No entanto, isso não significa que seja uma boa ideia vincular a todas as páginas para que todas tenham o mesmo peso.

Quando o Google tiver uma compreensão clara da arquitetura de um site, ele poderá posicionar as páginas nos resultados de pesquisa de uma maneira que faça sentido para os pesquisadores.

fonte: SEJ

Compartilhe essa informação com seus amigos e caso precise de uma consultoria SEO.

Google redefine Conteúdo de Baixa Qualidade

Diretrizes de Qualidade

Google redefine o que é um Conteúdo de Baixa Qualidade

O Google atualizou suas Diretrizes de Qualidade, esta semana, que inclui novas informações sobre a avaliação de páginas de “baixa qualidade” e “qualidade mais baixa”.

De todas as alterações feitas nas diretrizes, as seções sobre a qualidade da página receberam as atualizações mais significativas.

As diretrizes do Quality Rater são um conjunto de instruções que os avaliadores de qualidade do Google seguem ao avaliar manualmente o desempenho dos algoritmos do Google.

Assim, em outras palavras, se um avaliador analisasse se um conteúdo é ou não de “baixa qualidade”, ele se referiria ao que está disposto nas Diretrizes do Avaliador da Qualidade.

É importante saber que os avaliadores de qualidade não podem alterar pessoalmente a classificação de uma página.

Em vez disso, eles passam feedback para aqueles que escrevem os algoritmos do Google.

A partir daí, uma atualização de algoritmo pode ser lançada, o que afetaria as classificações de página.

Como as diretrizes do avaliador de qualidade do Google definem páginas de baixa qualidade

De acordo com as diretrizes atualizadas do Quality Rater do Google, as páginas de baixa qualidade são aquelas que não cumprem o que planejam alcançar.

Isso pode ser por uma das duas razões.

Ou não há conteúdo principal (MC – main content) suficiente para satisfazer adequadamente o leitor ou o criador de conteúdo não tem experiência no assunto sobre o qual está escrevendo.

“Páginas de baixa qualidade podem ter sido destinadas a servir a um propósito benéfico. No entanto, as páginas de baixa qualidade não atingem bem seus propósitos porque não têm uma dimensão importante, como ter uma quantidade insatisfatória de MC, ou porque o criador do MC não tem experiência para o propósito da página. ”

A principal diferença entre essa definição revisada de páginas de baixa qualidade e a definição anterior é que a qualidade ainda deve ser considerada “baixa”, mesmo que haja uma intenção clara de que a página tenha um propósito benéfico.

O que os Avaliadores de Qualidade fazem?

Os avaliadores de qualidade são instruídos a classificar uma página como “Baixa” se um ou mais dos seguintes itens se aplicam:

  • Um nível inadequado de Especialização, Autoridade e Confiabilidade (E-A-T).
  • A qualidade do MC é baixa.
  • Há uma quantidade insatisfatória de MC para o objetivo da página.
  • O título do MC é exagerado ou chocante. (CLICKBAIT?)
  • Os anúncios distraem do MC.
  • Existe uma quantidade insatisfatória de informações sobre o site ou informações sobre o criador do MC para o propósito da página (nenhuma boa razão para o anonimato).
  • Uma reputação levemente negativa de um site ou criador do MC, com base em extensa pesquisa de reputação. Se uma página tiver vários atributos de Baixa qualidade, uma classificação menor que Baixa poderá ser apropriada.

O que significa é que os artigos com títulos no estilo clickbait devem agora ser considerados de qualidade “baixa”.

Independentemente da qualidade real do conteúdo principal.

O Google elabora sobre este ponto, afirmando:

“Títulos exagerados ou chocantes podem levar os usuários a clicar em páginas nos resultados de busca. Se as páginas não corresponderem ao título ou às imagens exageradas ou chocantes, a experiência deixará os usuários surpresos e confusos … As páginas com títulos exagerados ou chocantes que não descrevem bem o MC devem ser classificadas como Baixa. ”

Resumo das Diretrizes de Qualidade

Aqui está um resumo de outras alterações notáveis ​​que foram feitas nas seções “Páginas de baixa qualidade” e “Páginas de menor qualidade”.

  • Agora, os anúncios devem ser considerados uma distração se eles apresentarem imagens grotescas.
  • Pesquisas extensivas são necessárias para avaliar a reputação de um criador de conteúdo.
  • Identificar um criador de conteúdo usando um alias ou nome de usuário de Internet de longa data agora é aceitável.
  • Uma página é de qualidade “mais baixa” quando o propósito da página não pode ser determinado.
  • As páginas “Seu dinheiro, sua vida” (YMYL) sem informações sobre o criador do conteúdo devem ser classificadas como as mais baixas.
  • Os sites não mantidos devem ter a menor qualidade se não conseguirem atingir seu objetivo devido à falta de manutenção.
  • As páginas que promovem ódio contra grupos de pessoas com base no status socioeconômico, crenças políticas e vítimas de atrocidades devem ser classificadas como as mais baixas.
  • Páginas que promovem danos mentais, físicos ou emocionais a si mesmos ou a outras pessoas devem ser classificadas como as mais baixas.
  • O conteúdo deve ter a classificação mais baixa se o criador tiver uma reputação negativa ou maliciosa.
  • Páginas com links que são prejudiciais para os usuários, como links de download de malware, devem ser classificadas como as mais baixas.
  • As páginas que desinformam os usuários com “conteúdo comprovadamente impreciso” devem ser classificadas como as mais baixas.
  • Qualquer página projetada para induzir os usuários a clicar nos links deve ser classificada como a mais baixa.

Diretrizes de Qualidade PDF liberado

Os pontos listados acima são todos novos acréscimos às Diretrizes do avaliador de qualidade do Google.

Para mais informações, consulte o documento PDF completo aqui.

Fonte: SEJ

Precisa de uma consultoria de SEO para entender melhor as Diretrizes de Qualidade?